quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Marilyn Monroe


Marilyn Monroe é um ícone supremo do século XX, isso é fato. Imortalizada pela pop art e pelo cinema, essa atriz americana viveu intensamente e morreu jovem, deixando um legado brilhante, porém envolto numa névoa de mistério. Talvez isso tenha ficado mais claro pra mim depois de assistir ao interessantíssimo filme A Minha Semana com Marilyn, lançado em 2011. Marilyn me parece ter sido uma mulher com muitos problemas, talvez pq não se encaixasse, talvez pq quisesse mais do que era possível ter. Enfim, vamos aos fatos.


Nascida Norma Jeane Mortensen em Los Angeles, em 1926, passou quase toda a sua infância em casa de parentes e orfanatos. Sua mãe sofria de problemas psicológicos e vivia num hospício, e o pai ela nunca conheceu. Vivia então com uma amiga da família, Grace McKee. Em 1942, quando Marilyn estava com 16 anos, o marido de Grace foi transferido. Para não se mudar, a jovem casou-se com seu namorado de 21 anos, Jimmy Dougherty. Segundo ela, Marilyn era uma menina doce, generosa e religiosa, que gostava de ser abraçada. Mas então Jimmy foi convocado para a Marinha, mudando-se pro Pacífico Sul.

Quando ainda era Norma, antes da loirice


Ela foi trabalhar numa fábrica, e lá foi descoberta por um fotógrafo da revista Yank, que estava tirando fotos de mulheres que ajudavam no esforço de guerra. Após as primeiras fotos, outros convites vieram. Em dois anos ela se tornou uma modelo respeitável, fazendo várias capas de revistas, e começou a ter aulas de atuação para teatro.

Marilyn num show para as tropas americanas na Coréia

E então seu marido voltou da guerra, mas não aceitava que a esposa fosse atriz. Como não dava pra conciliar carreira com casamento, o divórcio aconteceu. Em 1946 assinou contrato com a Fox e pintou o cabelo de loiro. Mudou seu nome de Norma Jeane para Marilyn Monroe. Monroe era o sobrenome de sua avó, e Marilyn era o nome mais chique e elegante da época.


Começou fazendo pequenos papés, principalmente em filmes de comédia, e rapidamente tornou-se querida de todo o público. Sua aparente inocência, fragilidade e vulnerabilidade se misturavam com sua inata sensualidade de mulher dominadora. Depois de uma elogiada participação em A Malvada, teve seu papel de maior destaque aos 27 anos, com Os Homens Preferem as Loiras. Taqui um trecho pra vcs curtirem:




Casou-se pela segunda vez aos 28 anos com o jogador de beisebol Joe DiMaggio, mas o casamento miou em 9 meses por causa dos ciúmes dele. Mas o casou ficou de boa, se separaram sem ressentimentos. .

Marilyn e Joe DiMaggio, seu segundo marido


Aos 30 ela abriu sua próprio produtora, a Marilyn Monroe Productions, responsável pelos seus futuros filmes, e mudou-se para Nova Iorque para estudar atuação na conceituada escola de Lee Strasberg. Passou a conviver intimamente com a família Strasberg, relação que durou até o final da sua vida. Susan Strasberg, filha de Lee, foi a mentora de Marilyn, relação que é exemplarmente retratada no já citado filme sobre a atriz, feito em 2011. A confiança de Marilyn era tanta, que, em seu testamento, ela deixou 75% de seu patrimônio para Lee administrar, o que rende fortunas para a família até hoje.  

Susan, Lee e Marilyn


Ainda em 1956 casou-se com o dramaturgo Arthur Miller, que viria a escrever o roteiro de Os Desajustados, o último filme completo da atriz. O casamento durou cinco anos.

Marilyn e Arthur Miller

Marilyn começou um relacionamento com o presidente John F. Kennedy (que na época nem era presidente ainda), logo depois de seu divórcio com Joe. Eles se encontravam e permaneceram juntos durante todo o casamento dela com Arthur. Quando veio a público seu divórcio com Arthur Miller, a notícia rendeu  milhares de manchetes nos jornais.






E então, subitamente, em 1962, aos 36 anos, Marilyn morreu enquanto dormia em sua casa. A versão oficial acusa overdose de barbitúricos. Era o fim (ou o começo) de uma lenda.

Marilyn, por Andy Warhol


E agora, mais algumas fotos: 



















5 comentários:

  1. Ih will, tem muito mais aí
    foi um resumão

    ai ai ai, dá pra passar dias falando sobre isso tudo (que eu não expliquei porque sou muito... avoada.. mas nem tanto porque me dei conta!)

    ResponderExcluir
  2. Pois é, Ava, é um resumão.

    Mas a proposta do blog é essa mesma. Textos curtos compostos de parágrafos enxutos, com muitas fotos. Leitura rápida e informativa.

    Sacou?

    ResponderExcluir
  3. A Merylin foi casada foi casada com o Artur Miller (na foto) e não com o Henry Miller.

    ResponderExcluir
  4. Opa galera,

    deu uma arrumada nos erros do texto, acrescentei alguns fatos que havia negligenciado, e coloquei mais fotos. Espero que apreciem as mudanças.

    Will

    ResponderExcluir
  5. lINDO pOST :)) aMO A Marilyn Monroe

    ResponderExcluir